"Cantar é atar nós/E desatar, feliz" (Bruna Caram/ Caê Rolfsen)

terça-feira, 11 de junho de 2013

Thais Bonizzi: Precisão e delicadeza!



Poderia começar esse texto falando de uma menina que participou de um reality musical bastante conhecido na TV. Ou de uma garota completamente apaixonada por futebol (e pelo seu time de coração, o Corinthians).  Ou ainda da paulistana formada em Audiovisual pelo Senac que chegou a prestar vestibular para Engenharia Química, mas decidiu não seguir por este caminho.

Thais Ferraz de Andrade Bonizzi é essa jovem tão multifacetada e cheia de talentos: intérprete, amante e jogadora de futebol, ex-participante do Ídolos, formada em Audiovisual.  Aos 23 anos, Thais, nascida e criada em São Paulo, surge como uma das grandes e promissoras cantoras da nova MPB. Dona de uma voz firme e poderosa, ela não deixa dúvidas: nasceu para cantar!

Começou a cantar aos 12 anos numa Igreja Batista e, apesar de não ter uma família muito musical, essa paixão falou mais alto. Aos 15 anos tudo mudou: descobriu, de fato, a música brasileira. Elis, Gal, Chico, Milton, Bethânia, Lenine, Caetano, Chico Pinheiro, Céu, Léo Cavalcanti e Maria Rita são suas grandes influências musicais. Seu grande amigo, o também cantor e compositor Fabio Cadore, lhe apresentou coisas novas:  Vinicius Calderoni, Tó Brandileone, Giana Viscardi, Tatiana Parra. Do pessoal de fora, curte John Mayer, Camille, Mika, Coldplay, Jamie Cullum e Esperanza Spalding.

Em 2006, após postar alguns vídeos seus no Youtube, recebeu um convite de Roberto Talma (um importante diretor artístico da Rede Globo) para gravar a música “Em Flor”, que faria parte da trilha sonora da novela “O Profeta”.  Ela aceitou o desafio e, aos 17 anos, fez sua primeira gravação profissional.  No ano seguinte, gravou “Se Queres Saber” e a marchinha de Carnaval “Chiquita Bacana” em homenagem à Emilinha Borba, no DVD que conta a vida e história de Marlene, a Rainha do Rádio de 1949. Ainda em 2007, passou a se apresentar em casas conhecidas da noite paulistana, tais como o Café Piu-Piu e Ao Vivo Music.

Em 2009, participou do programa Ídolos, da Rede Record. Foram 37 mil inscritos e Thais chegou entre os 10 finalistas. Nos anos subsequentes, dedicou-se ao projeto de seu primeiro CD e, aliada ao produtor, cantor e compositor Tó Brandileone e a músicos experientes e talentosos como Guilherme Ribeiro, Conrado Goys e Thiago Big Rabello, nascia, em janeiro de 2012, seu primeiro CD: Thais Bonizzi. Lançado de forma independente e distribuído pela Tratore, seu álbum de estreia traz muitos compositores novos: Paulo Novaes, Vinicius Calderoni, Dani Black, Pedro Alterio, Pedro Viáfora, Danilo Moraes e Ricardo Teté, além dos veteranos Rita e Rafael Alterio e Kléber Albuquerque.

Thais diz que resolveu gravar tantos nomes da nova geração por acreditar nesse som. “Eu me sinto parte desse movimento de novos artistas e me identifico bastante com as composições. Eu não componho, então como intérprete precisava escolher quais músicas eu queria dar a minha visão. A única certeza que eu tinha é que gravaria alguma coisa do Vinicius Calderoni. Desde que o conheci, apaixonei; meu CD não podia ficar sem uma música dele. Por fim, gravei duas e foi uma honra, pois acho o Vini um compositor incrível, um artista completo”.  Considera o papel de Tó nesse disco de extrema importância. “Nós definimos as diretrizes do CD juntos e ele se encarregou de fazer todos os arranjos – o que é uma baita responsabilidade. Ele é o pai do meu disco! Me ajudou na escolha do repertório, dos músicos, tudo. E fez um trabalho maravilhoso. Não consigo imaginar meu segundo disco sem o Tó. E vai ter uma composição dele também, que faltou nesse primeiro".

Em abril de 2012 foi convidada a participar do projeto “Música de Graça” de Dani Gurgel, gravado na Casa das Caldeiras. Ao lado de Pedro Alterio e Paulo Monarco, gravou a música “Veio Pra Ficar”, composição de Pedro Alterio e Pedro Viáfora. Nesse mesmo ano, apresentou-se na Virada Cultural em São Paulo, no palco que homenageou sua cantora preferida, Elis Regina.

Em abril desse ano gravou um Som Brasil especial: ele será em homenagem às Rainhas do Rádio. Ela gravou três músicas e a previsão é de que o programa vá ao ar em julho pela Rede Globo.

Thais é movida pela paixão de cantar. Seu maior desejo é viver cantando por aí, trabalhando com a voz e usando todo o seu tempo para a arte – criando coisas novas, novos projetos, gravando coisas novas, quem sabe até um dia compor algo. A nós, o público, resta somente um pedido: que ela não pare nunca!





por Bia Anchieta

2 comentários:

  1. A Thais é incrível! Acompanho o trabalho dela desde o Ídolos. Fui em um dos shows no Ao Vivo Music em 2010 e tive a oportunidade de ir no show na Livraria da Vila, onde foi gravado este vídeo. Adoro o CD e queria muito vê-la mais por ai. Esperando a próxima oportunidade de ouvir sua voz e muito ansioso para ver o programa do Som Brasil que ela participou.

    Sucesso Thais! Sempre!

    ResponderExcluir
  2. Conheci a Thais no ídolos também, desde então acompanho e praticamente persigo a carreira dessa brilhante cantora, fui à livraria da Vila, a gravação do Música de graça, na virada Cultural e até no show do Vini Calderoni. Aguardo ansiosamente pelo próximo cd, e endosso o pedido para que ela nunca pare. Parabéns Thais, seu trabalho é magnífico!

    ResponderExcluir