Crítica de Espetáculo: Ruindade - O Musical


Cremos que amor e ódio são sentimentos antagônicos. Será que um consegue viver sem o outro? Ruindade - O Musical retrata que há uma linha tênue dividindo os dois.

Em uma cidade distante chamada Ruindade, vive uma população oprimida. Eles foram induzidos, durante anos, por seu "prefeito", Coisa Ruim, a acreditar que o amor não existe.

A situação começa a mudar com a chegada da doce Beatriz, que retorna a cidade na companhia de seu pai.

A peça é um convite ao amor e nos lembra que podemos e devemos ser livres para escolher nossos sentimentos. Faz-nos refletir sobre nossos atos e palavras.

O amor será sempre nossa maior arma. #odiadoamor

Em cartaz no Teatro Viradalata, até o dia 30 de Junho, sempre as sextas-feiras, às 21h.

Por Michele Rodrigues




Comentários

Postagens mais visitadas